terça-feira - 21/05/2024

Valderi Borges inicia reestruturação da CODEGO com combate à corrupção

Administrador de empresas e estudante de Direito, Valderi Borges assumiu há quase uma semana o cargo de presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado de Goiás (CODEGO), indicado pelo deputado estadual Álvaro Guimarães (DEM) e o presidente do diretório municipal do partido, Dione José Araújo, com a aprovação do governador Ronaldo Caiado (DEM). Valderi ocupava o cargo de gerente da Escola Senac em Itumbiara, onde fazia uma gestão qualitativa e elogiada, ampliando a área de atuação da unidade.
A CODEGO é responsável pela administração de 36 distritos agroindustriais no Estado, entre eles o DIAGRI, em Itumbiara, com orçamento anual de R$ 50 milhões. A companhia vive um momento delicado, já que a última diretoria esteve envolvida em várias denúncias de pagamento de propina, desvios e investigações, ocupando as páginas policiais. Uma das primeiras medidas da nova diretoria é a revisão dos contratos, identificar e demitir os funcionários fantasmas da CODEGO e realizar levantamento minucioso sobre os gastos realizados nos últimos anos, visando reestruturar e recuperar a imagem da companhia.
“Tenho certeza que o Valderi e a nova diretoria vão tirar a CODEGO do marasmo em que se encontra, voltando a fomentar o crescimento econômico do Estado, inclusive na execução de obras públicas na área de infraestrutura. Valderi é um homem da extrema confiança do nosso presidente Dione Araújo e tem aval do governador Ronaldo Caiado para fazer o que for necessário para recuperar a CODEGO”, declarou o deputado estadual Álvaro Guimarães.
Na área de infraestrutura, Valderi elege como prioridades a solução dos problemas dos distritos de Itumbiara, Anápolis e Aparecida. “Vamos priorizar execução dos serviços de infraestrutura nos distritos de Itumbiara e Anápolis, que estão em estado de calamidade e buscar uma solução para o distrito de Aparecida, para transferir a colônia penal”, declarou Valderi. “Vamos reestruturar a CODEGO para devolvê-la ao povo goiano em forma de desenvolvimento e trabalho”, completou.
O presidente vai iniciar uma série de visitas aos 36 distritos agroindustriais mantidos pela companhia. O DIAGRI, em Itumbiara, merece atenção especial, já que é um dos mais rentáveis para a companhia e carece de investimentos. Ele está fazendo levantamento de todos os contratos, licitações e empregados da companhia, identificando e demitindo os funcionários fantasmas, que recebiam vencimentos sem prestar serviços no governo anterior.
A nova diretoria é composta ainda por Nailton Oliveira (vice-presidente), Carlos César (diretor administrativo) e Cesmar Moura (diretor técnico).

VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE

spot_img

spot_img