quarta-feira - 16/06/2021
spot_img

Usina de Furnas celebra 40 anos

Maior usina do Sistema FURNAS, a Usina Hidrelétrica de Itumbiara (UHE Itumbiara), localizada entre os municípios de Itumbiara (GO) e Araporã (MG), completa 40 anos de operação neste dia 29 de abril. São quatro décadas produzindo energia para cerca de quatro milhões de pessoas a partir de seu reservatório, que tem 800 km2, banha 47 municípios e gera, além de energia, desenvolvimento e renda para as populações vizinhas. Só em 2020, a UHE Itumbiara pagou cerca de R$ 40 milhões de Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos (CFURH) às administrações estaduais e municípios de Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal.

A exposição virtual “Itumbiara 40 Anos” mostra fotos e fatos históricos da construção da Usina Hidrelétrica de Itumbiara e de como o empreendimento impulsionou a urbanização e o desenvolvimento da região, principalmente das cidades de Itumbiara (GO) e Araporã (MG).

A construção da Usina Hidrelétrica de Itumbiara proporcionou à população local sistemas elétricos de transmissão e telefonia, redes de coleta e tratamento de esgoto, pontes, abertura de estradas, um aeroporto e um hotel, que hoje é a sede da prefeitura de Itumbiara, além de introduzir novo padrão de qualidade para residências por meio das vilas residenciais dos trabalhadores envolvidos na obra. Suas unidades geradoras em construção foram consideradas as maiores do mundo no início da década de 80. A exposição virtual pode ser acessada no link.

“Desde a sua construção, a Usina de Itumbiara já estava na vanguarda tecnológica, com índices inéditos de nacionalização neste tipo de obra, participação de 97% de firmas brasileiras e de 90% em relação ao fornecimento dos principais equipamentos. Atualmente, Itumbiara inicia novo ciclo de inovação e será a primeira usina do Sistema FURNAS a produzir hidrogênio verde. Desde a sua criação, FURNAS inova, investe na busca de novas formas de geração de energia limpa e de atendimento à crescente demanda por energia elétrica para o desenvolvimento do Brasil. O uso de hidrogênio no armazenamento de energia é o futuro, e se é o futuro, FURNAS está lá”, afirmou o presidente de FURNAS, Pedro Brito.

Tradição e Modernidade
A Usina de Itumbiara abriga o projeto de pesquisa “Desenvolvimento de sinergia entre as fontes hidrelétrica e solar com armazenamento de energias sazonais e intermitentes em sistemas a hidrogênio e eletroquímico”, que conta com uma planta fotovoltaica (200 kWp flutuante / 800 kWp no solo), já instalada e em comissionamento. A unidade alimenta um eletrolisador, que faz a eletrólise da água, gerando hidrogênio.

O hidrogênio é armazenado em forma de gás em tanque instalado na planta, sendo utilizado na obtenção de eletricidade por meio do uso de uma célula de combustível. Esta energia será integrada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) via subestação já instalada na UHE Itumbiara, produzindo o chamado “hidrogênio verde”.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,837FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img