Seis nomes no páreo na disputa pela Prefeitura de Cachoeira Dourada – Plural Notícias

Seis nomes no páreo na disputa pela Prefeitura de Cachoeira Dourada

Com pouco mais de 7 mil eleitores, Cachoeira Dourada pode ter um cenário inusitado nas eleições deste ano. Pela primeira vez, o número de candidatos pode superar três na disputa pela Prefeitura Municipal. Até o momento, são seis pré-candidatos: a prefeita Dra. Natália (Republicanos), o ex-vice-prefeito Rodrigo Rodrigues (MDB), o ex-prefeito Paulo Roberto (PL) e outros três nomes que nunca disputaram cargo majoritário, Cabo Glaciel (PSL), Luciano da Lotérica (DEM) e Sargento Belair (PP). Cachoeira Dourada está completando 38 anos de idade e em toda sua história nunca teve mais do que três candidatos a prefeito. Mas em 2020, o número pode ser recorde com até seis candidatos, embora o meio político acredite que ao final restarão apenas três ou quatro postulantes, após as alianças nas convenções partidárias.

DRA. NATÁLIA
No cargo de prefeita há quase três anos e meio, Dra. Natália já exerceu dois mandatos de vereadora no município. Seu partido, o Republicanos havia eleito apenas um vereador, Sargento Wilson e recebeu a filiação de outros dois, Tuniquinho e Hudson. Disposta a buscar a reeleição, Dra. Natália pode manter ou trocar seu atual vice, Toinzinho Ritinha. Os cotados para substituí-lo são do distrito de Almerindonópolis: os vereadores Tuniquinho e Sargento Wilson e o ex-vereador Batista. Natália tem respaldo do deputado federal João Campos.

RODRIGO RODRIGUES
O agricultor Rodrigo Rodrigues foi vice-prefeito na gestão 2009/2012 e chegou a ocupar a Prefeitura por alguns meses. Ele filiou no MDB, partido que possui seis vereadores no município: Netinho, Arlene e Robertinho (eleitos pela legenda em 2016) e recebeu a filiação de João Sapateiro, Alex Balla e Neilton. Como Rodrigo mora no distrito de Almerindonópolis, o vice deve sair de Cachoeira Dourada. São cotados a ex-primeira-dama Cida Faria (esposa do ex-prefeito Canhoto) e os vereadores Neilton e Netinho.

CABO GLACIEL
Suplente de deputado estadual, Cabo Glaciel (PSL) fechou aliança com o Podemos, que indicou a ex-primeira-dama Maria Cecília, de Almerindonópolis, como nome para compor a chapa. PSL e Podemos devem lançar 24 candidatos a vereador. Ele conta com respaldo dos deputados federais Delegado Waldir (PSL) e José Nelto (Podemos). Cabo Glaciel recebeu 22,64% (1.010 votos) para deputado estadual no município de Cachoeira Dourada em 2018.

SARGENTO BELAIR
Apresentando-se ao eleitorado como um político diferenciado, com propostas inovadoras para Cachoeira Dourada, Sargento Belair chegou ao PP na reta final do prazo de filiações. Apesar do prazo curto, conseguiu montar uma chapa de candidatos competitiva para vereador e tem apoio do deputado federal Adriano Avelar e do ex-ministro Alexandre Baldy. O PP tem bons nomes para a vice, como o empresário Júnior Prioli, que atua no ramo de combustíveis em Nilópolis ou sua mulher, Nayara Prioli, mas está dialogando com outras legendas e deve formatar a chapa até as convenções, em julho.

LUCIANO DA LOTÉRICA
O empresário Luciano da Lotérica filiou no Democratas do governador Ronaldo Caiado e do deputado estadual Álvaro Guimarães. Ele busca viabilizar sua pré-candidatura a prefeito e busca apoio de empresários locais ligados a área do turismo, que pode ser o principal tema da campanha na Prefeitura, dado o potencial da cidade.

PAULO ROBERTO
O empresário Paulo Roberto Fernandes administrou Cachoeira Dourada entre 1989 a 1992. Desde então, em toda eleição seu nome é ventilado entre os possíveis pré-candidatos, mas ele nunca voltou a disputar a Prefeitura. Agora, acaba de filiar no PL e tem surgido comentários que pode ser candidato em outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *