Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher – Plural Notícias

Posse do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher

Solenidade de posse e primeira reunião do CMDM de Itumbiara, através de sessão remota realizada no dia 20 de maio.

Vivemos atualmente duas pandemias alarmantes. Uma viral, ainda sem cura. E outra cultural, que só depende de nós para ser rompida. A violência contra a mulher mata todos os dias e a cada hora, no Brasil, mais de 500 mulheres são agredidas. Uma cultura destrutiva que há séculos vem sendo repassada de pais para filhos como algo natural. Mas não é.

A luta pela mudança desse cenário fez com que mulheres se unissem e criassem o primeiro Conselho Municipal dos Direitos da Mulher da cidade de Itumbiara. Uma conquista histórica, fruto de muito trabalho e dedicação.

A trajetória do Conselho teve início em 2017, com a iniciativa do Sintego e a criação do Fórum de Mulheres, com consecutivos debates na sociedade entre pessoas que compartilhavam do mesmo objetivo de transformação social. Este Fórum, em 2018, convidou Angela Esteu Café, referência na luta pelos direitos da mulher no estado de Goiás a auxiliar o prosseguimento do projeto. Logo, toda essa intenção se transformou em projeto de lei e, posteriormente, houve a aprovação da Lei n.4.952 em 2019, de criação do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, tendo expressivo apoio do chefe do Executivo de Itumbiara, o prefeito Zé Antônio.

Já em 2020, a reunião de posse, que seria no teatro municipal precisou ser adiada em decorrência da nova pandemia viral. Mas com afinco e empenho, as mulheres não desistiram e se juntaram para convocar todas as indicadas pelo poder público e pelas entidades da sociedade civil, concretizando a inauguração do Conselho por meio inédito, virtual e histórico.

Assim, se deu a primeira reunião com a cerimônia de posse, no dia 20 de maio de 2020, por meio do aplicativo Zoom. E por intermédio de votação dos membros titulares, a mesa diretora foi eleita, tendo Sueli Aparecida Lopes de Lima, como presidente, Talita Tavares Abdala, como vice-presidente, Julianna Silva de Oliveira, como secretária executiva, Núbia Cristina Teodoro Guimarães, como 1ª secretária e Angela de Jesus Araújo como 2ª secretária.

O CMDM é uma conquista de todas e transformará a realidade de martírio, que ainda silencia e mata muitas vítimas de violência. Por meio de políticas públicas e uma gestão estruturada, o Conselho será instrumento de mudança e possibilidade de um amanhã com voz, para todas as mulheres de Itumbiara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *