quinta-feira - 06/05/2021
spot_img

Polícia Militar encerra festa clandestina na zona rural de Itumbaira

Os policiais do 5º Batalhão de Polícia Militar, em Itumbiara, atenderam, no fim de semana, um chamado sobre uma festa clandestina numa propriedade rural, na região conhecida como prainha do Bom Jardim. Segundo o comandante da PM, Ten. Cel. Bráulio de Souza Bessa, a ação envolveu policiais do CPU (Comando de Policiamento Urbano) e do CPT (Comando de Policiamento Tático).

De acordo com a ocorrência da PM, a dona da chácara alegou que um grupo de pessoas arrombou o cadeado da porteira, entrou no local e passou a fazer “algazarras, barulhos de som automotivo e gritarias”. Todos estariam aglomerados e sem máscaras.

Ainda de acordo com a ocorrência, os participantes negaram que tenham quebrado o cadeado e disseram que a dona da chácara vendeu ingressos para um evento na propriedade. O diretor do Departamento de Fiscalização de Posturas, Celso Prateado, informou que os fiscais não acompanharam esta ocorrência. Mas ele recebeu a informação da PM de que a dona da chácara “deve ter se assustado com a proporção que tomou o evento, porque foi fazer a denúncia na Polícia”.

Foto: Decom/Divulgação


Os PMs dispersaram a aglomeração, encerrando o evento clandestino. Também anotaram os nomes de todos os participantes e encaminharam a lista à Polícia Civil.

O delegado do 1º Distrito Policial, Irineu Pesarini Junior, disse que chamará todos os participantes listados pela PM para prestarem depoimentos e assinarem TCOs (termos circunstanciados de ocorrências). Eles devem ser indiciados por infração de medida sanitária preventiva, crime previsto no artigo 268 do Código Penal Brasileiro, que é infringir determinação do Poder Público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa (no caso o coronavírus). A pena é de até um ano de detenção, mais multa.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,783FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img