PEDOFILIA: Homem que aliciava menores com perfis falsos nas redes sociais é preso – Plural Notícias

PEDOFILIA: Homem que aliciava menores com perfis falsos nas redes sociais é preso

Policiais Civis lotados na Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente – DPCA de Caldas Novas , na tarde de ontem, quinta-feira, 14/02/2019, prenderam em flagrante Eduardo Luiz do Monte, 43 anos, por envolvimento em diversos crimes ligados a pedofilia.

A Polícia Civil tomou conhecimento de que o pedófilo aliciava menores por meio do Facebook e WhatsApp. O suspeito se passava por outras crianças e adolescentes por meio de páginas falsas criadas nessas redes sociais.

Com esses perfis falsos, Eduardo criava personagens que entravam em contato com os menores e os convenciam a gravar e compartilhar com ele vídeos e fotografias pornográficas de crianças e adolescentes. Usando essas páginas fake, o criminoso se passava por crianças fictícias chamadas Yuri, Arthur e Carol.

Ele iniciava contato com crianças e adolescentes de diversos estados do País por meio do Facebook.

Após conseguir a intimidade da criança ou do adolescente o pedófilo costumava pedir o número de telefone e a conversa se transferia do Facebook para o WhatsApp.

Nessa rede ele convencia os menores a gravar vídeos e fazer fotografias de conteúdo sexual, cujas imagens eram compartilhasse com o pedófilo.

A Polícia Civil, no decorrer das investigações, cumpriu ordem de busca e apreensão na residência do suspeito, onde foram localizados dois aparelhos celulares contendo diversas fotografias e vídeos com cenas de pornografia infantil.

Foram encontrados também, nesses aparelhos celulares, diálogos entre o pedófilo e menores aliciados, onde ele conversava com as vítimas buscando convencê-las a satisfazer sua lascívia.

Eduardo já cumpriu pena por crime de estupro e também já foi investigado por abuso sexual de menores.

Ele vai responder pelos crime de produção e direção de cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente ( art. 240 do ECA), troca, transmissão e distribuição de fotos e vídeos contendo cena de sexo explícito e pornográfica envolvendo criança ou adolescente ( art. 241-A do ECA), possuir e armazenar fotografia e vídeo contendo cena de sexo explícito e pornográfica envolvendo criança ou adolescente (art. 241-B) e aliciar criança com o fim de praticar com ela ato libidinoso (art. 241-D) .

Eduardo foi encaminhado ao presídio de Caldas Novas onde se encontra à disposição da justiça.

Condenado, poderá pegar até 21 anos de reclusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *