Os desafios de Rogério Cruz – Plural Notícias

Os desafios de Rogério Cruz

Com a morte de Maguito Vilela, Rogério Cruz (Republicanos) assumiu definitivamente a Prefeitura de Goiânia. Ele já vinha comandando o cargo de forma interina desde o dia 1º de janeiro. Dos 26 prefeitos de capitais, ele é o único que se autodeclarou como preto ao registrar sua candidatura. Rogério já foi vereador por dois mandatos e teve uma breve passagem como secretário municipal. Antes de entrar na política, atuou como pastor da Igreja Universal.

Nascido em Duque de Caxias (RJ), Rogério tem 54 anos. Ao tomar posse como vice-prefeito, se apresentou como um “fiel soldado” de Maguito. De acordo com sua biografia no site da Câmara de Vereador de Goiás, Rogério é “radialista, administrador, pastor evangélico”. Dirigiu rádios do grupo Record em vários estados brasileiros e também no exterior. Ele foi o responsável foi levar o grupo para Moçambique e Angola. Depois de viver por 16 anos em países da África, voltou ao Brasil em 2009. No ano seguinte, foi para Goiânia para ser diretor-executivo das rádios da Record na cidade.

Em 2012, já filiado ao Republicanos (que na época se chamava PRB), foi eleito vereador pela primeira vez. Em 2013, se licenciou do cargo para ser secretário municipal da Gestão de Pessoas, na gestão Paulo Garcia (PT), mas depois voltou ao cargo. Foi reeleito em 2016.

Em 2020, Rogério Cruz foi escolhido por Maguito para ser companheiro de chapa e a dupla venceu as eleições no segundo turno.

O prefeito de Goiânia tem buscado parcerias com o governo estadual, através do governador Ronaldo Caiado (DEM) e já manteve reunião com a bancada federal goiana, em busca de verbas e emendas da União para a capital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *