No dia do Voluntariado, conheça o belo exemplo de Cleiton Reis – Plural Notícias

No dia do Voluntariado, conheça o belo exemplo de Cleiton Reis

Cleiton Reis participando de projeto social em Itumbiara, colaborando com corte de cabelo.


No dia 28 de agosto é comemorado o Dia Nacional do Voluntariado, daquela pessoa que dedica seu tempo e vida para ajudar os mais necessitados. Em Itumbiara, onde existe um terceiro setor muito atuante, há vários exemplos de voluntários que atuam em causas sociais. Um destes exemplos vem de Cleiton Reis. Desde 2017 ele vem participando de ações sociais que já atenderam centenas de pessoas. A primeira participação foi em 2017, recorda Cleiton Reis, em evento social na Praça Sebastião Xavier, logo após concluir seu curso de barbearia no Instituto Mix, onde levou dignidade e autoestima para dezenas de pessoas atendidas naquele dia.

Cleiton lembra os desafios de ser voluntário, afirmando que naquela época para participar do evento teve que faltar de aula na Faculdade Uniube, onde fazia o curso de marketing, bem como deixou de ganhar dinheiro, pois tinha mais de 30 cortes de cabelos agendados no salão e deixou de atendê-los para se dedicar ao projeto social, chegando inclusive a perder o emprego.

Depois do evento na praça, Cleiton participou de outras edições do evento na quadra de esportes da Igreja de Cristo Rei, bairros Remy Martins, Marolina, Dionária Rocha, Paranaíba, Ulysses Guimarães, Dom Bosco, estacionamento do Estádio JK e ainda nas entidades Casa do Caminho e Lar Vicentino.

Apesar de todos os percalços e dificuldades, Cleiton Reis não se arrepende e diz que é gratificante atuar como voluntário. Ele defende novos projetos de inclusão social e voluntariado, voltados para jovens, desempregados, na área do esporte, turismo, mobilidade urbana, idosos e também para ressocialização dos detentos do presídio de Sarandi.

Cleiton Reis está estudando a legislação, como a Lei Orgânica do Município de Itumbiara, para elaborar projetos voltados para sustentabilidade e limpeza da cidade. Nascido em família simples de Itumbiara, ele cresceu nos bairros Nova Aurora, Saúde e Marolina e conhece a realidade da periferia, que segundo ele precisa de uma resposta mais efetiva do poder público em suas demandas de infraestrutura, social e saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *