sábado - 24/07/2021
spot_img

Município tem piora na gestão da dívida, juros e amortizações

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e Aequus Consultoria divulgaram o Relatório Multi Cidades Finanças dos Municípios do Brasil 2019, com dados relativos às contas públicas de 2017. A publicação, com mais de 200 páginas, traz informações sobre receita e despesa dos 5.570 municípios brasileiros, funcionando como importante instrumento para análise e planejamento governamental.
Um dos itens analisados no relatório Multi Cidades é o desembolso das Prefeituras com pagamento de juros e amortização da dívida e o seu peso no orçamento municipal. Em média, juros e amortizações da dívida representaram 2,8% da receita corrente dos municípios em 2017. Itumbiara figura em primeiro lugar com comprometimento de 9,2% de sua receita corrente com pagamento de juros e amortizações, revelando que a gestão da dívida piorou na administração do prefeito Zé Antônio (PTB). A cidade de Itumbiara compromete quase quatro vezes que a média nacional, considerando os municípios com mais de 80 mil habitantes.
No ranking nominal dos 100 maiores do Brasil, em valores despreendidos com juros e amortizações, Itumbiara aparece na 65ª posição, com R$ 27,2 milhões em 2017. Ainda em Goiás, aparecem na lista dos 100 maiores Goiânia (22º com R$ 66,7 milhões), Aparecida de Goiânia (66º com R$ 27,1 milhões) e Rio Verde (84º com R$ 20,8 milhões), mas a situação de Itumbiara é pior pois sua receita é inferior aos demais municípios, como se vê na análise considerando per capita, onde Itumbiara salta para a 27ª posição, desembolsando R$ 265,49/ano por habitante com pagamento de juros e amortização da dívida. É o mesmo índice, por exemplo, da cidade de São Paulo.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,837FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img