segunda-feira - 14/06/2021
spot_img

Ministro da Infraestrutura recebe diretoria da ACISI

Diretores da ACISI – Associação Comercial, Industrial e Serviços de Itumbiara participou de uma audiência com o Ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas, ontem dia 17, em Brasília no Ministério da Infraestrutura. Estiveram presentes o Presidente da ACISI Roberval Martins, Presidente Executivo Lauro Ferrão e Alberto Borges do Grupo Caramuru (que detém uma cadeira de vice-presidente).
A audiência foi marcada pelo Deputado Federal Delegado Waldir e o assunto foi a logística no sul do Estado de Goiás. Sobre a BR 153 para a construção da segunda ponte sobre o Rio Paranaíba o ministro afirmou que está vencendo a concessão da empresa Triunfo Concebra, responsável pela conservação da BR 153, assim o assunto será discutido com a empresa para ela executar a obra que hoje está avaliada em 30 milhões. A BR 452 o ministro afirmou que já foi liberado verba para a sua manutenção e recuperação. A reinvindicação da ACISI foi a duplicação do trecho da BR 153 até o trevo de Cachoeira Dourada um total de 16,3 quilômetros. Trecho em que acontece muitos acidentes. O Ministro afirmou que a verba liberada não é suficiente para essa obra que deve ser em torno de 50 milhões. Assim os diretores da entidade sugeriram pelo menos criar uma terceira pista nos aclives para criar condições de ultrapassagem, evitando assim muitos acidentes. Os técnicos do ministro que estavam presentes, afirmaram que vão estudar a possibilidade. Concluiu o ministro que a BR 452 entrou no processo de privatização e que levará no mínimo dois anos para ser assumida pela empresa vitoriosa. Estão sendo feitos estudos dentro do Ministério para agilizar novas privatizações. Somente no TCU – Tribunal de Contas da União um processo desse leva mais de seis meses para ser examinado.
Sobre a Ferrovia Norte Sul com um ramal para cidade de Itumbiara poderá ser feita através da Rumo Logística que arrematou a concessão. Estudos técnicos estão em mãos da diretoria da ACISI que deve ser encaminhados para a empresa concessionária. Pelo potencial de produção no sul do Estado de Goiás justifica o investimento desse modal que facilita o acesso aos portos para as empresas que exportam. A Rumo Logística é composta de 4 concessões ferroviárias no Brasil, totalizando 12 mil km de ferrovias, cerca de 1 mil locomotivas e 27 mil vagões, por meio dos quais a Companhia transporta commodities agrícolas e produtos industriais.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,837FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img