domingo - 09/05/2021
spot_img

Lincoln Tejota critica proveito político em meio à pandemia: “Jamais serão perdoados”

Vice-governador ressalta que momento é de ajudar as pessoas e que perda de ente querido é irreparável. “Não cabe agenda política nesse momento”, pontua Foto: Wildes Barbosa


“Todo mundo que nesse momento está usando do seu poder político em cima da pandemia, essas pessoas jamais serão perdoadas pelo povo”, disse o vice-governador Lincoln Tejota ao se referir àqueles que desdenham das mortes causadas pela Covid-19 em busca de ascensão política.

“Não cabe agenda política nesse momento. Agora é hora de ajudar as pessoas, não temos que discutir eleição”, afirmou o vice-governador durante videoconferência desta sexta-feira (19/03), em que foi anunciado o repasse financeiro emergencial de R$ 28 milhões para 237 prefeituras de Goiás.

Segundo o governador Ronaldo Caiado e a titular da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), Lúcia Vânia, o recurso será destinado para ações socioassistenciais e de estruturação da rede do Sistema Único de Assistência Social (Suas) nos municípios goianos. No entanto, o governador deixou claro que os prefeitos terão autonomia e liberdade para aplicarem a verba onde preferirem, de acordo com as necessidades encontradas.

Dos 246 municípios goianos, 237 (96%) já estão habilitados a receber os recursos e apenas nove ainda se encontram em processo de regularização de documentos e contas. “Neste momento mais dolorido, mais escuro, o Governo de Goiás está estendendo a mão e ajudando quem mais precisa”, disse o vice-governador, ao exaltar a sensibilidade e o comando firme do governador Ronaldo Caiado, que está tomando decisões com base em estudos científicos e dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-GO).

O vice-governador ainda lembrou que, para conter o avanço da contaminação, as medidas precisam ser duras e seguidas com rigor. “Obviamente essas ações não agradam a todos, mas precisamos refletir sobre o verdadeiro valor da vida, o quão é irreparável a perda de alguém que se ama.” “Se a sociedade nos ajudar, nós iremos retomar o mais rápido possível a vida da forma como conhecíamos antes”, concluiu Tejota.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,788FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img