quinta-feira - 06/05/2021
spot_img

Itumbiara terá mais veículos do que habitantes em 15 anos

Nos últimos 5 anos, a frota ganhou 6.352 veículos em Itumbiara, enquanto a população aumentou em 4.194 moradores. Em 15 anos, a cidade deverá ter mais veículos do que gente nas ruas

Itumbiara atingiu, até o mês de setembro, a incrível marca de 83.866 veículos registrados no sistema do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO). Embora seja o 13º município mais populoso do Estado, com 104.742 habitantes, Itumbiara possui a quinta maior frota de veículos dentre os 246 municípios e em termos proporcionais, tem a maior, com uma relação de 0,80 veículo por habitante, juntamente com Goiânia.

Goiás conta com cerca de 7 milhões de habitantes e tem uma média de 0,57 veículo por pessoa, ou seja, a média de Itumbiara é bem superior que a estadual.
Nos últimos cinco anos (2015 a 2019), Itumbiara ganhou 6.352 novos veículos, passando de 77.514 veículos emplacados para 83.866, conforme o Detran. No mesmo período, a cidade ganhou 4.194 moradores. Isso significa que o número de veículos foi superior em 2.158 ao de novos habitantes.

Se o número é positivo para a economia do município, pois aumenta a arrecadação de IPVA, de ICMS e movimenta as concessionárias e amplia demanda por prestação de serviços nas oficinas, postos de combustível, seguradoras, loja de peças e outros, por outro lado é extremamente preocupante para a mobilidade urbana.

A proporção de 0,80 veículo por habitante torna a tarefa de se manter um trânsito harmônico e seguro um desafio enorme. O resultado desse aumento de veículos em circulação pode ser sentido nas ruas.

Itumbiara possui vários pontos de estrangulamento no trânsito, principalmente em horários de pico, como entrada e saída das escolas. Trechos como a Rua Paranaíba, Avenida Beira Rio (Calçadão), ruas Padre Florentino, Marechal Deodoro, Dr. Valdivino Vaz, 15 de Novembro, Floriano Peixoto e ainda no cruzamento da Franklin Xavier com o córrego Água Suja e Av. Rogelina Maria de Jesus, bem como Av. Trindade com Benjamin Constant são alguns exemplos de que são necessárias intervenções no trânsito para melhorar a mobilidade.

A falta de vagas de estacionamento é outro problema recorrente. É uma missão complicada encontrar vaga no centro da cidade. Muitas vezes, o motorista precisa estacionar bem longe do seu destino, desiste ou acaba evitando o setor central, o que prejudica o comércio. E o problema não é apenas dos condutores de automóveis, quem dirige motocicleta também não encontra vagas nos poucos estacionamentos dedicados a duas rodas. São situações que a Prefeitura precisa enfrentar e buscar soluções.

 

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,783FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img