sexta-feira - 14/06/2024

Itumbiara tem gestão crítica em gastos com pessoal e investimentos

O município de Itumbiara apresenta uma gestão fiscal em dificuldade e crítica em três dos quatro quesitos apurados no Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), realizado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro em todos os municípios brasileiros. O IFGF faz referência a 2018 e foi construído com base em dados fiscais oficiais, declarados pelas próprias prefeituras, sendo composto por quatro indicadores: autonomia, gastos com pessoal, liquidez e investimentos. O IFGF de Itumbiara foi de 0,4424, classificando o município como em situação de dificuldade e próximo da situação crítica (abaixo de 0,4).

No indicador de autonomia, que mostra a sustentabilidade do município em relação a recursos próprios. Desde 2013, Itumbiara mantém nota máxima.

Nos gastos com pessoal, há uma piora do quadro, mostrando que o município tem elevado as despesas com a folha de pagamento, chegando a comprometer quase 65% da receita, bem acima da Lei da Responsabilidade Fiscal, com nota 0 no IFGF.

Na liquidez, Itumbiara aparece com 0,5, mostrando dificuldade na relação de restos a pagar acumulados com recursos disponíveis em caixa. O município de Itumbiara, com déficit e elevado valor de restos a pagar, está usando o “cheque especial”.

Em investimentos, o resultado aponta que o município não tem aplicados recursos para melhorar a cidade, como obras de infraestrutura e melhores equipamentos nos prédios públicos, deixando a cidade sem foco no futuro.

VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE

spot_img

spot_img