quarta-feira - 24/07/2024

Grupos reflexivos serão implantados em Itumbiara

Agressores de mulheres terão que participar de encontros para discutir violência; Juizados Especiais e Varas Criminais vão apoiar implantação do projeto

A comarca de Itumbiara deve começar, em breve, a implantar os grupos reflexivos para homens autores de violência doméstica e familiar contra a mulher. A definição foi feita após reunião entre os juízes criminais da comarca e representantes da promotoria de Justiça, delegacia especializada e da rede de proteção à mulher local.

Com a medida, os homens com acusações que incidem na Lei Maria da Penha são encaminhados pelo Poder Judiciário, de forma compulsória, para participarem de 10 encontros, semanais e consecutivos, onde são abordados temas como a origem da violência, relação entre pais e filhos, homens e mulheres, novas masculinidades, legislação, álcool, drogas, entre outros pontos. Em nível estadual, o projeto existe desde 2015, e já foram realizadas 72 turmas com a participação de mais de 1300 homens, com índices de reincidência muito próximos de zero.

A reunião foi realizada pela 7ª Promotoria de Justiça, por meio de José César Naves de Lima Júnior, com a presença dos juízes de direito da 1ª e 2ª Vara Criminal da comarca, José de Bessa Carvalho Filho e Alessandro Luiz de Souza; da titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher local, Yvve de Melo Rocha; do coordenador geral dos Grupos Reflexivos, José Geraldo Veloso Magalhães; da presidente da Rede de Proteção à Mulher de Itumbiara, Sílvia Clauredina Reis Cunha; e da coordenadora Patrícia Raposo Moreira.

A implantação do projeto contará também com apoio dos Juizados Especiais, através dos juízes Roberto Neiva e Vinícius Caldas.

VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE

spot_img

spot_img