quinta-feira - 06/05/2021
spot_img

Furnas alerta para risco de invasão nas áreas de segurança

Furnas está desenvolvendo um projeto de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) na área da Usina Hidrelétrica de Itumbiara e no seu reservatório, localizado na divisa entre os estados de Goiás e Minas Gerais. O projeto tem por finalidade estudar a geração e o armazenamento de energia renovável. Estão sendo instaladas placas para alertar banhistas e pescadores do risco de invasão à área de segurança do reservatório, e rádios locais vão veicular um spot com dicas de segurança a partir do início de março.

“O risco de invadir essas áreas de segurança do reservatório já existia, por ser área próxima à barragem e estar sujeita à variação súbita de vazão com manobras ou aumento da geração. Agora, com a instalação da planta solar, somam-se a esses perigos o risco de choque elétrico. Por isso a importância de obedecer à sinalização. Ela existe para a segurança de todos” afirmou o gerente de Produção Goiás de Furnas, Ramon Rodrigues Vieira.

Denominado “Desenvolvimento de sinergia entre as fontes hidrelétrica e solar com armazenamento de energias sazonais e intermitentes em sistemas a hidrogênio e eletroquímico”, estuda o armazenamento de energia a partir da implantação de uma unidade de geração solar. Essa planta vai contar com placas fotovoltaicas instaladas em solo, próximo à Usina de Itumbiara, e flutuantes, dentro da área de segurança do reservatório, onde a navegação é restrita para a segurança de banhistas e pescadores.

Plantas solares estão sendo instaladas na Usina Hidrelétrica de Itumbiara tanto no solo quanto dentro do lago (flutuante), onde a navegação é restrita (Imagem: Furnas/Reprodução)


Furnas nasceu com a missão de evitar o colapso energético que ameaçava o processo de industrialização do Brasil, na década de 50, construindo a primeira hidrelétrica de grande porte do país: a Usina de Furnas (MG). Desde então, a empresa tem tido papel fundamental no desenvolvimento da sociedade brasileira.

Ao longo das últimas seis décadas, Furnas ampliou a sua participação em fontes renováveis, convencionais e alternativas, e se tornou referência para outras empresas de energia. Integram seu sistema 21 usinas hidrelétricas, 2 termelétricas e 1 complexo eólico, próprios ou em parceria com a iniciativa privada, mais de 29 mil km de linhas de transmissão e 69 subestações. A empresa hoje está presente em 15 estados e no Distrito Federal.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,783FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img