quarta-feira - 05/05/2021
spot_img

Fundo de investimento aplica R$ 20 milhões no mercado imobiliário de Itumbiara

O desenvolvimento de Itumbiara vem chamando a atenção de investidores de fora, que estão aportando recursos para impulsionar o mercado imobiliário da cidade. Dados da Federação da Indústria do Estado de Goiás (FIEG) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o município, que faz divisa com Minas Gerais, é um dos mais competitivos do Estado, considerado um dos dez maiores no que diz respeito ao valor agregado da indústria. A agropecuária é avançada no uso de tecnologia, tendo o município responsável por quase 10% da produção de grãos. O Produto Interno Bruto (PIB) fica com a sexta colocação no ranking estadual. A cidade concentra mais de 100 mil habitantes, é a 11º mais populosa de Goiás.
Atenta a este quadro com expectativa de ascensão nos próximos anos, a HGI Capital, boutique de investimentos imobiliários sediada em Goiânia, decidiu aplicar recursos na retomada das obras do Bella Residence, da Palma Empreendimentos. A empresa está direcionando R$ 20 milhões de fundos de investimentos no residencial. Além de ampliar a oferta de imóveis na cidade, o aporte também gerará empregos. Serão cem novas vagas abertas para o canteiro de obras.
“As cidades médias, como Itumbiara, são as que mais irão se desenvolver nos próximos anos. Com economia consistente, o passo seguinte desses municípios é o aprimoramento de seus equipamentos urbanos, onde o mercado imobiliário passa a ter muito a contribuir”, ressalta o engenheiro Rodrigo Meirelles, fundador da HGI Capital, cuja a missão de identificar projetos de incorporação com potencial de rentabilidade. Junto com os recursos, a HGI também faz um trabalho de governança corporativa, com segurança aos investidores.
O residencial, que se localiza na Avenida JK, no Jardim América, terá as obras aceleradas já a partir de abril, com previsão de concluir a primeira etapa da construção em dezembro de 2020, quando será entregue a primeira torre, e a segunda em junho de 2021. Os apartamentos terão 80 m², sendo três quartos e uma suíte, e de 104 m², com três suítes. Serão quatro unidades por andar e opção de duas vagas de garagem, além de escaninho. A área de lazer do Bella Residence será entregue toda equipada.
“Conhecemos a fundo o projeto e percebemos que tratava-se de um empreendimento muito assertivo para as necessidades dos moradores, a premissa do sucesso de qualquer investimento”, considerou Meirelles, que acumula a experiência 15 anos à frente de uma das maiores empresas do setor no Centro-Oeste, a EBM Desenvolvimento Imobiliário, onde foi responsável pela desenvolvimento de mais de 60 empreendimentos em Goiás, Distrito Federal e São Paulo, o que resultou na comercialização de mais de 11 mil imóveis.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,783FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img