quinta-feira - 23/05/2024

Estelionatário que se passava por investigador é preso em Goiatuba

Policiais Civis lotados na Delegacia de Goiatuba, em ação integrada com o Núcleo de Corregedoria Geral da Polícia Civil de Uberlândia e a Inspetoria do 9º Departamento da Polícia Civil de Uberlândia , prenderam nesta terça-feira, 21, Fábio Firmino, 40, em cumprimento de mandado de prisão preventiva.
Fábio é investigado por uma série de estelionatos perpetrados em diversas unidades da federação, com pelo menos 15 procedimentos policiais abertos em inúmeras cidades em São Paulo e Minas Gerais.

Após aplicar golpes em pelo menos cinco pessoas em Uberlândia no último mês, Fábio fugiu para a cidade de Goiatuba, onde se preparava para fazer mais uma vítima. Fábio fazia uso de um extenso leque de estórias fantasiosas para ludibriar suas vítimas e delas tirar algum dinheiro. Costumava se apresentar com Investigador de Polícia vinculado ao Departamento Estadual de Trânsito e oferecia serviços ilegais, a exemplo da expedição de CNH falsas. Em outros casos prometia a liberação de veículos apreendidos, sempre mediante pagamento antecipado em dinheiro. Suas promessas, porém, jamais se concretizaram.

As vítimas do investigado eram, em sua maioria, mulheres com quem mantinha relacionamento amoroso, ou parentes e amigos próximos a elas. Após tomar conhecimento dos crimes cometidos por Fábio, a autoridade policial competente representou pela prisão preventiva de Fábio, ao que foi atendida pelo Poder Judiciário de Uberlândia.
Fábio foi preso ao sair da casa de sua namorada, no setor Esplanada II, em Goiatuba. No interior da residência foram encontrados uma balaclava, distintivo e uma carteira funcional falsas com a identificação do estelionatário. Após os procedimentos de praxe, Fábio foi conduzido para cidade de Uberlândia, onde permanecerá preso por força do mandado judicial, à inteira disposição da justiça.

VEJA TAMBÉM

PUBLICIDADE

spot_img

spot_img