“Este ano letivo será diferente, mas perdido não será”, diz secretária – Plural Notícias

“Este ano letivo será diferente, mas perdido não será”, diz secretária

Fátima Gavioli disse em live junto com Ronaldo Caiado que a Seduc está usando todas as ferramentas nas aulas não presenciais e destacou a grande audiência das vídeoaulas transmitidas pela TBC

“Este ano letivo será diferente, mas perdido não será”. A declaração relativa às escolas da rede estadual de ensino foi feita nesta terça-feira, 12, pela secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli, durante live realizada pelas emissoras da Agência Brasil Central (ABC). Ela participou da transmissão junto com o governador Ronaldo Caiado, com apresentação de Daniel de Paula.

Fátima Gavioli falou sobre as ferramentas que estão sendo usadas pela Pasta neste momento de aulas não presenciais devido à pandemia da Covid-19. E destacou o programa Seduc em Ação, composto de videoaulas que estão sendo transmitidas diariamente, de segunda a sexta-feira, às 10h e às 15 horas, pela TV Brasil Central e pelas rádios Brasil Central AM e RBC FM.

O propósito é que os alunos da rede estadual de ensino possam acompanhar os conteúdos pedagógicos. “A audiência (das videoaulas) está muito alta, de manhã e à tarde”, disse ela. Contou, inclusive, que foi sondada por um empresário, dono de supermercados, que queria anunciar na TBC nos horários do Seduc em Ação.

CORONAVÍRUS

O governador Ronaldo Caiado apresentou o balanço da Covid-19 em Goiás relativo a hoje: 1.115 casos confirmados. As cidades que registraram o maior número de casos são: Goiânia (585), Aparecida de Goiânia (76), Águas Lindas de Goiás (24), Jataí (28), Goianésia (28) e Rio Verde (23). Acrescentou que, “infelizmente”, Valparaíso de Goiás registrou crescimento significativo no número de casos, que já são 42.

Ele disse que o verificado em Valparaíso é “preocupante”, pois demonstra a fragilidade da região devido à presença das pessoas em Brasília, cidade que tem um dos maiores índices de contaminação (do novo coronavírus) do País; e pelo fluxo de pessoas que moram em Goiás, mas trabalham em Brasília. “Aquela região tem sido motivo de muita inquietação e preocupação para todos nós”, afirmou Caiado.

A secretária informou que, a despeito da pandemia, momento em que a Seduc está cuidando dos alunos, professores e pais, a Pasta segue tocando obras. Disse que 263 escolas estão sendo reformadas. E informou o governador de que terão início as obras de construção da cobertura de 85 quadras de esportes em estabelecimentos da rede estadual de ensino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *