segunda-feira - 14/06/2021
spot_img

Detento ameaçava ex-companheira pelo celular, de dentro do presídio

A Polícia Civil de Caldas Novas, por meio da Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher – DEAM, na dessa quarta-feira, 27/03/2019, finalizou procedimento após ação rápida e conjunta com DGAP, representada pela Unidade Prisional de Caldas Novas, conseguiu localizar e apreender aparelho celular utilizado dentro do presídio, por detento que ameaçava a ex companheira.

Alexsandro Nascimento de Sousa, 28 anos responde a inquérito nesta Delegacia da Mulher por crimes de lesão corporal, injúria, ameaça e descumprimento de medidas protetivas contra a ex companheira Tatiane Andrade Silva, 23.

Tudo começou quando Tatiane decidiu terminar o relacionamento e sair de casa com o filho para morar com a avó devido às constantes brigas entre o casal. Ela requereu medidas protetivas de urgência, que foram decretadas pela justiça. Alexsandro não aceitou o fim da união e procurou a vítima na casa da avó.

No local ele agrediu e ofendeu Tatiane, além de descumprir as medidas protetivas. Alexsandro foi preso no dia 23.03.2019 pelo descumprimento de medidas protetivas e encaminhado a unidade prisional de Caldas Novas.

Entretanto, no dia 25.03.2019, Tatiane procurou novamente a DEAM informando que do interior do presídio, Alexsandro estava lhe ameaçando por meio de mensagens enviadas pelo aplicativo WhatsApp. Ela exibiu prints com as mensagens.

A Polícia Civil imediatamente contatou a direção da Unidade Prisional de Caldas Novas, que promoveu uma ação rápida e precisa na tarde de terça feira, culminando com a apreensão do aparelho utilizado pelo investigado.

Alexsandro continuará preso e vai responder pelos crimes de lesão corporal no contexto de violência doméstica, injúria, ameaça e descumprimento de medidas protetivas de urgência, delitos previstos pelos artigos 129, § 9º, 140 e 147 do código penal, com incidência da lei Maria da Penha, e também pelo crime previsto no artigo 24-A da lei 11.340/06, cujas penas somadas podem chegar a 6 anos de detenção. Alexsandro continua na unidade prisional de Caldas Novas à disposição da justiça.

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,837FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img