Comandante do 5º BPM recebido pelas diretorias da CDL e ACISI – Plural Notícias

Comandante do 5º BPM recebido pelas diretorias da CDL e ACISI

Novo comandante do Batalhão Tiradentes, que responde pelas cidades de Itumbiara, Panamá, Cachoeira Dourada, Inaciolândia e Bom Jesus, o major Wellington Monteiro Guimarães e subcomandante do 5º BPM capitão Emerson Ferreira Carapina, estiveram na semana passada em visita institucional na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e na Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACISI).
A primeira visita foi na CDL, onde o comandante foi recebido pelo presidente Orlando Luiz Ferreira e vários diretores. Major Wellington falou de seu histórico na PM, instituição que atua há mais de 25 anos. Ele esteve em Itumbiara no início da carreira em Itumbiara, na década de 90, onde fundou o GOE (hoje GPT) e nos últimos 12 anos estava em Caldas Novas, no Sul Goiano. Lembrou que naquela época o efetivo era de 360 homens (incluía Goiatuba) e hoje recebeu o comando com 167, uma perda de 55% na tropa. “Sou um comandante que gosta de rua, não de gabinete. Vamos tratar com respeito a sociedade, distinguindo o cidadão de bem do bandido, que terá uma resposta à altura de nossa tropa”, declarou.
O comandante falou das condições precárias do quartel da PM, que necessita de reparos, limpeza e melhorias e espera contar com o respaldo da sociedade. Destacou o policiamento comunitário, parceria com a sociedade organizada e lembrou que os índices de criminalidade em Itumbiara são baixos na comparação com outras cidades do mesmo porte e vai trabalhar para reduzir ainda mais.
Orlando Ferreira colocou a CDL à disposição do Comando para ações em parceria, ressaltou a necessidade de atuação política junto ao novo governo visando reforço no efetivo e sugeriu a criação de um fundo para garantir recursos e melhorias no quartel da PM, a exemplo do que já existe no Corpo de Bombeiros.
ACISI – Na Associação Comercial, Major Wellington foi recebido pelo presidente Roberval Martins, presidente executivo Lauro Ferrão e demais diretores. O comandante relatou as dificuldades do 5º BPM, com a suspensão do serviço remunerado, falta de material de trabalho e necessidade de reformar o quartel, que tem problemas estruturais, na parte elétrica, hidráulica, pintura, portas e limpeza, entre outros. Questionado sobre o sistema de videomonitoramento, o comandante disse que o governo federal tem recursos para investir nesta área, via Sinesp e os diretores falaram da luta para implantação deste serviço na cidade, até hoje sem sucesso. O tema será aprofundado em novos encontros. Major Welligton disse que a meta para 2019 é reduzir a criminalidade em Itumbiara em 10%. Ele elogiou a atuação da Polícia Civil e o respaldo que vem obtendo da sociedade organizada. “Estamos trabalhando a valorização de nossa tropa, para que seja reconhecida por seu esforço pela sociedade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *