domingo - 11/04/2021
spot_img

Caiado vai assinar decretos para cortar gastos e elege prioridades

Ao assumir ontem o governo de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) afirmou que assinará “dezenas de decretos” a partir de hoje para cortar gastos e citou sete áreas prioritárias da nova gestão, de forma genérica: tolerância zero com a corrupção, valorização do servidor público, combate a desigualdades regionais, melhorias na educação, segurança e saúde, e austeridade.

Embora tenha prometido, em rápida entrevista antes da posse, um discurso mais focado no cumprimento do plano de governo, Caiado assumiu o Executivo sem dar detalhes sobre as primeiras ações. A única meta objetiva anunciada pelo novo governador é de instituir o funcionamento em tempo integral em metade das escolas estaduais. Por conta do atraso nos eventos de posse e transmissão da faixa de governador, ele cancelou entrevista coletiva que concederia no Palácio das Esmeraldas para chegar a tempo na posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Brasília.

Na cerimônia na Assembleia Legislativa de Goiás, Caiado falou por 55 minutos, de improviso, e voltou a destacar as dificuldades financeiras do Estado. Reafirmou que recebe a gestão com déficit de R$ 3,4 bilhões e apenas R$ 11 milhões no caixa do Tesouro. Apesar de destacar o descompasso, falou da expectativa de ajuda do governo Bolsonaro e disse por quatro vezes que contornará os problemas. “Essa situação não me intimida. Sou homem forjado na luta. Vamos recuperar o Estado e ter orgulho de Goiás”, afirmou. “Eu sei a capacidade de reagir, recuperar e dar a volta por cima”, completou. Ao fim do discurso, pediu: “Me ajudem a governar. É momento de trabalho”.

Sobre os cortes, Caiado havia dito em entrevista ao POPULAR publicada ontem que pretende reduzir de 25% a 30% os gastos com a auditoria na folha do funcionalismo e com a revisão de todos os contratos. “Vamos cortar na carne, no osso, para dizer que a máquina pública não pode servir para mordomias, negociatas, benefícios que corroem o patrimônio público. Vou mostrar austeridade para no futuro dizer em alto e bom som que viemos para atender o clamor do povo goiano, que é mudar”, disse ontem o novo governador.

O democrata também repetiu o compromisso com a transparência da gestão e prometeu compliance em todos os órgãos.

Depois da posse na Assembleia, o governador seguiu para o Palácio das Esmeraldas em veículo fechado para a transmissão da faixa do antecessor José Eliton (PSDB), em frente ao Palácio das Esmeraldas, na Praça Cívica. Em rápido discurso, ele afirmou que o Palácio estaria aberto ao povo e convidou os presentes para lanche nos jardins, com o novo vice-governador Lincoln Tejota (Pros).

Fonte: O Popular

VEJA TAMBÉM

SIGA NAS REDES

2,761FansLike
1,019FollowersFollow
0SubscribersSubscribe

PUBLICIDADE

spot_img
spot_img
spot_img